« Home | INTELIGÊNCIA X FORÇA » | Encruzilhadas I » | Diálogo Interno » | Se fôssemos 100... » | É imprescindível que você vá à merda » | Barbarismos » | Quem faz, faz. Quem não faz, espera » | Como é que se diz "eu te amo"? » | Teoria da Lasagna » | Uniforme »

PERDI A HORA

Perdi a hora
O bonde da vida passou
Passou mas eu fiquei
E me traí
Me contraí
Me retraí
Fiquei atônito, sem saber o que houve
Devia ter feito mais
Mas só fiquei
Desistí das horas e me enfiei no vácuo
No submundo mental que não tem cores
Para encontrar minha cara no espelho
Com vontade de chorar
De viver mais e mais
De me sintonizar com minhas próprias vibrações
Novamente
E é difícil repassar meus dias
Pois meus dias simplesmente não existiram
Foram apenas uma cópia infeliz
Um dia após o outro
Um dia idêntico ao outro
Mas não haverá mais vida
O tempo urge
E hoje, mais que ontem, o fim está próximo
Tão próximo que posso tocá-lo
Sentí-lo
Gargalhar na cara dele
Para chorar pelas costas depois
A vida é isso:
Matamos o tempo, o tempo nos enterra

Depoimento de um jovem que acabou de descobrir que tem um tumor malígno no crânio.

Links to this post

Criar um link